A importância da gentileza no ambiente de trabalho 24 de novembro de 2021 •

A importância da gentileza no ambiente de trabalho

Ao longo das décadas, muitas transformações vêm acontecendo no mundo do trabalho. Elas são cíclicas e representam o contexto da sociedade em determinados períodos. E, mais uma vez, o panorama está mudando. 

Especialistas acreditam que no mundo pós-pandemia, além do modelo de trabalho híbrido com mais flexibilidade se tornar um padrão, a exigência de novas competências de relacionamento também será uma realidade. Isso porque a visão dos profissionais acerca do que os fazem mais produtivos também mudou. 

A gentileza

Um ambiente de trabalho gentil, por exemplo, sempre foi importante. Mas, gradativamente, esse tema vem ganhando a atenção do mundo corporativo. A aspereza, arrogância e indelicadeza já “saíram de moda” sendo, inclusive, atualmente, interpretadas como uma fraqueza tanto profissional como empresarial.  

Ser gentil não é a mesma coisa que ser educado, é ser, na verdade, mais humano. Mas o que isso quer dizer? É que pessoas com essa competência tendem a se colocar mais no lugar do outro, são melhores ouvintes e costumam praticar a arte da paciência. Um pedido de desculpa, por exemplo, não é difícil para uma pessoa gentil. Além disso, procuram sempre ser justos, têm capacidade de resolver conflitos e são solidários. 

Com essas qualidades, ficou mais fácil de entender o porquê a gentiliza é cada vez mais importante em um ambiente de trabalho, certo? Na vida profissional essa competência contribui para um espaço mais favorável e produtivo. Aumenta a capacidade de colaboração e de compartilhamento de conhecimento entre os colegas de trabalho, inclusive, equipes formadas por pessoas que trocam gentilezas, realizam projetos mais consistentes e bem-sucedidos.

Mas como desenvolver essa competência?

A gentileza influencia diretamente no clima e na produtividade do ambiente de trabalho. Mas é preciso estar sempre atento, pois não se trata de uma gentileza artificial, ela precisa ser sincera e sem interesses. E lembre-se: empresas que mantém um clima propício a gentilezas tendem a ter uma cultura mais colaborativa. Por isso, para desenvolver essa qualidade tanto na vida profissional quanto pessoal, fique atento a essas cinco atitudes: 

  1. Clareza

Sim, ser claro com as suas expectativas, limites e objetivos é ser gentil. Já que um ambiente onde as informações são claras é mais produtivo. 

  1. Sinceridade

Ser sincero também é ser gentil. Isso significa comunicar com abertura, franqueza e honestidade.

  1. Compaixão

Quando falamos em compaixão pensamos de forma interpessoal. Mas, também a própria empresa pode trabalhar essa qualidade, entendendo as circunstâncias e necessidades individuais. A compaixão no ambiente de trabalho colabora para o comprometimento.

  1. Coragem

O que é gentil nem sempre é fácil. A coragem é frequentemente o núcleo de atos bondosos. 

  1. Consistência

A consistência em atitudes e palavras demonstra senso de integridade e ajuda as pessoas a entenderem o comportamento que você espera delas. 

Para continuar por dentro de todas as novidades do CIEE/PR, acompanhe nossas redes sociaisInstagram,  FacebookYouTubeTwitter e LinkedIn

 

Fontes consultadas:

https://forbes.com.br/carreira/2020/07/a-gentileza-no-trabalho-nao-e-mais-uma-opcao-entenda-como-pratica-la/

https://www.aberje.com.br/coluna/bons-resultados-nas-empresas-exigem-gentileza