CIEE/PR capacita colaboradores com o curso de Libras

O objetivo é prestar um atendimento mais inclusivo a comunidade.

Colaboradores de diversos setores do CIEE/PR, especialmente aqueles que desempenham atividades de atendimento ao público em Curitiba e Região Metropolitana, foram capacitados para comunicação através do idioma de Libras (Língua Brasileira de Sinais), usado por milhares de pessoas portadoras de deficiência auditiva e de fala.

Pesquisas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que 9,8 milhões de brasileiros sofrem de deficiência auditiva. Este número representa 5,2% da população brasileira, da qual 2,6 milhões são surdos e 7,2 milhões apresentam grande dificuldade para ouvir. A comunidade surda tem a Libras como primeira língua e, muitas vezes, depende dela para receber e passar informações. Com esse aprendizado, as pessoas ou os profissionais tornam-se aptos a se comunicar de forma mais inclusiva.

 

Instrutora de Libras, Rafaella Spena durante o curso.

Divididos em duas turmas, os colaboradores frequentaram as  aulas no mini auditório localizado na sede do CIEE/PR em Curitiba. Ao todo, 42 participantes foram capacitados, entre colaboradores e pessoas da comunidade. Os cursos foram ministrados pelos instrutores, Rafaella Spena e Rodrigo Paulo Pereira, os quais já ministram curso de Libras através do CIEE/PR de maneira totalmente gratuita e aberta ao público.

O presidente do CIEE/PR, Domingos Murta, esteve presente na entrega de certificados, juntamente  com o superintendente Paulo Mira e a gerente da Divisão de Capacitação e Cidadania, Simone Paulin, no último encontro do curso  dia 28/05.

 

Certificação da turma 01 do curso de Libras – Módulo l.

Em sua fala, Murta ressaltou a importância da habilitação dos colaboradores para a comunicação em Libras, tendo em vista que ela é uma ferramenta para garantir a socialização e a interação do portador de deficiência no âmbito profissional.

A recepcionista Caroline Andretto diz que o curso é de extrema utilidade para o seu trabalho, pois estará mais qualificada para atender as pessoas portadoras de deficiência auditiva e de fala nas situações do dia-a-dia. “Foram 28 horas concluídas com muita dedicação e amor. Pretendo continuar me especializando na língua, assim como no braile, para que eu possa tratar a todos de uma forma mais receptiva por onde eu estiver” diz.

 

Encerramento da turma 02 do curso de Libras – Módulo l.

Para Maristela Bilk, gestora de Recursos Humanos, o CIEE/PR é uma entidade de assistência social, e como tal deve ser um local de inclusão de todos os públicos, sem exclusão por conta de deficiência. “Temos ciência que aprender Libras é fundamental para o desenvolvimento nos aspectos social e emocional, não apenas do deficiente auditivo, mas também dos que o cercam. A receptividade e o aproveitamento dos participantes foram excelentes, pois qualificando-se é possível evoluir pessoal e profissionalmente, além de tornar-se um diferencial” completou.

Confira no depoimento da instrutora Rafaella, algumas informações sobre a importância do conhecimento de Libras no âmbito profissional e pessoal:

 

 



Os comentários estão desativados.

-->