Dia do Psicólogo: saiba a importância do trabalho desses profissionais com os jovens aprendizes do CIEE/PR

A adolescência e juventude são períodos especialmente marcados por intensas modificações e atividades, momento de adquirir novas responsabilidades e escolher caminhos. A efervescência de sentimentos também é presente: curiosidade, euforia, medo, insegurança e sensação de inadequação são alguns deles. É nessa etapa que o acompanhamento multidisciplinar, em especial dos profissionais de Psicologia, faz-se presente na vida dos aprendizes.

No dia 27 de agosto, é celebrado o Dia do Psicólogo no Brasil e para entender melhor a importância desse trabalho, conversamos com Franciele Heldeberg, coordenadora do Núcleo Técnico de Aprendizagem do CIEE/PR. Ela falou sobre o funcionamento do acompanhamento psicológico como parte do acompanhamento multidisciplinar e quais os objetivos desse trabalho tão importante. Confira:

Como é o trabalho dos profissionais de psicologia dentro do CIEE/PR?

Franciele: O papel dos profissionais de Psicologia no CIEE/PR é de acompanhamento, orientação, prevenção e encaminhamento nas questões relacionadas à Aprendizagem Profissional e inserção dos aprendizes no mundo do trabalho. O psicólogo e a psicóloga devem estar atentos às demandas trazidas pelos instrutores e equipe multidisciplinar, ou até mesmo pelos próprios aprendizes e suas famílias, buscando a atuação na garantia de direitos e prevenção às vulnerabilidades e/ou riscos sociais. 

O profissional que trabalha na Aprendizagem Profissional não realiza atendimentos psicoterapêuticos, seu papel e expertise estão voltados para a criação de projetos e intervenções que busquem a conscientização e reflexão em temas pertinentes, bem como compor a equipe multidisciplinar contribuindo com sua experiência, realizar as orientações necessárias aos demais profissionais envolvidos no Programa de Aprendizagem e encaminhar para a rede socioassistencial, sempre que identificada necessidade de acompanhamento psicoterapêutico e/ou social.

Quais são os objetivos do trabalho realizado pelos psicólogos do CIEE/PR com os jovens? 

Franciele: Os aprendizes do Programa de Aprendizagem do CIEE/PR são formados para a vida – seja profissional ou pessoal. A proposta é que eles se desenvolvam enquanto seres humanos, profissionais e cidadãos. As atividades teóricas são estruturadas para que os adolescentes e jovens desenvolvam autoconhecimento, respeito às diferenças, inovação, cidadania e autonomia, tornando-os protagonistas de suas próprias histórias e contribuindo para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

Como os profissionais precisam se preparar para trabalhar com jovens em situação de vulnerabilidade social?

Franciele: O trabalho com adolescentes e jovens, sobretudo com aqueles que encontram-se em situação de vulnerabilidade social, é repleto de desafios. Mas eu destacaria dois pontos: a clareza do papel do profissional e os limites de sua atuação, visto que muitos aprendizes passam por situações de extrema violação de direitos e a rede socioassistencial, muitas vezes, está saturada e com pouco investimento, então isso gera um sentimento de impotência e frustração muito grandes em alguns profissionais por não conseguirem “fazer mais”. 

O segundo ponto é a importância da formação e atualização constante dos profissionais. É de extrema importância que aqueles que atuam com este público estejam preparados e em constante desenvolvimento pessoal e profissional, inclusive priorizando o autocuidado, buscando terapia para si e outras ferramentas que julgarem necessárias, pois para cuidar dos outros é necessário cuidar de si também.



Os comentários estão desativados.

-->