Parabéns, Curitiba! 5 lugares para visitar na cidade quando a pandemia passar 29 de março de 2021 • Notícias Destaques Notícias do CIEEPR Notícias para Empresas Notícias para Estudantes Notícias para Instituições de Ensino Notícias sobre Cursos

Curitiba completa 328 anos hoje. A capital do Paraná tem uma história cheia de trabalho, cultura e inovação, e, apesar de estar cheia de locais famosos que os turistas adoram, como o Jardim Botânico e o Largo da Ordem, Curitiba ainda é pouco explorada, até mesmo por seus próprios moradores.

Na lista abaixo, o Blog do CIEE/PR separou cinco lugares alternativos para conhecer em Curitiba, mas atenção: só depois que a pandemia passar! São lugares cheios de ar puro para respirar e muita cultura. Confira!

Unilivre

Um espaço de ensino, mas também uma ótima opção de passeio em meio à natureza, a Universidade Livre do Meio Ambiente foi fundada em 1991 dentro do Bosque Zaninelli e tem como objetivo estudar as relações humanas com o meio ambiente e se desenvolver dentro desse contexto. Seus espaços abertos são ótimas opções para quem quer um passeio diferente.

Bosque do Papa

Foto: Gazeta do Povo

Outra opção de passeio em meio à natureza, o Bosque do Papa foi construído em homenagem à imigração polonesa e à visita do papa João Paulo II à cidade em 1980. Com mais de 46 mil metros quadrados, o bosque possui construções que formam o memorial da imigração polonesa. Quando for lá, não deixe de visitar a Kawiarnia Krakowiak, uma casa de chás cheia de aromas e sabores. 

Museu Egípcio

Você sabia que Curitiba possui um Museu Egípcio? Na verdade são dois em um: o Museu Egípcio e o Museu Rosacruz Tutankhamon. Ambos possuem um acervo cheio de tesouros históricos, como estátuas, objetos, réplicas e até mesmo uma múmia.

Museu do Holocausto

Outro museu cheio de história na capital paranaense é o Museu do Holocausto. Com uma exposição permanente e mostras temporárias, o museu recebe diversas doações de imagens, vídeos e objetos que ajudam a contar a história desse período terrível da história humana.

Solar do Barão

Foto: Cido Marques/FCC

Mantido pela Fundação Cultural de Curitiba, o Solar do Barão é um espaço cultural cheio de variedade. O complexo engloba museus de fotografia, gravura, gibiteca, salas de exposição e diversas outras atrações. O prédio em si carrega muita história, tendo sido construído originalmente no século 19 para servir de residência para o Barão do Serro Azul, o maior produtor de erva-mate do mundo na época.

Essas e muitas outras opções de lazer e cultura podem ser encontradas em Curitiba, uma cidade múltipla e cheia de diversidade.